Circulatório, Sistema


(método   idade em que iniciou tratamento     tempo que durou     peso perdido)      
Legenda


anemia
coração, problemas de
   
8. Janet Huhn   (aleluia  na   1 ano  25 kg/25 kg)
doença arterial obstrutiva periférica
insuficiência cardíaca congestiva
membros inchados
palpitações
pressão arterial
   
9.  Pat Blasingame, Texas
prolapso mitral
sangramento interno
sopro cardíaco
trombose
   
29. Eric Cromwell, Ohio   (Aleluia  na  na   86kg)

- - Estudos, etiologia




8. Janet Huhn   (aleluia  na   1 ano  25 kg/25 kg)  
Em 1993, Janet Huhn mal conseguia respirar. A sua asma crónica que se arrastava há mais de 20 anos estava a piorar, e a cortisona e outros medicamentos não estavam ajudando. Janet inalava a cada 30 minutos para aliviar. “Eu sabia que aquelas coisas não podiam fazer muito bem ao meu corpo”, disse ela.
    Foi aí que ela começou a tomar Barleygreen.
    Depois de usar os produtos AIM durante três semanas, Janet acordou uma manhã sem ter usado o inalador durante a noite pela primeira vez há tanto tempo que ela nem se lembrava. “Essa foi a primeira indicação que algo maravilhoso tinha acontecido”, disse ela.
    Ela começou a ser uma distribuidora de Barleygreen em Novembro de 1993, e no mês seguinte, por altura do Natal, ao visitar a sua cunhada, Janet reparou que já não era alérgica ao gato da família. “Todos ficaram tão impressionados que eu vendi cinco ou seis frascos de Barleygreen à minha família”, disse ela.
    Ao fim de um ano de usar a Dieta Aleluia, Janet estava completamente curada de 25 anos de asma crónica.
    Janet diz que hoje se sente com mais energia do que quando tinha vinte anos. Em 1996, um disco degenerativo na coluna estava causando dores horríveis. Quando experimentou uma sensação invulgar pela perna abaixo foi consultar um quiroprata.  O raio X revelou que o corpo dela tinha fundido naturalmente o disco desintegrado com o disco seguinte. A maior parte das pessoas precisariam de uma operação para isso acontecer.
    A explicação que Janet deu para isto foi a seguinte: “Acho que foi porque eu coloquei a alimentação de Deus, que tem poder curativo, dentro do meu corpo”.
    Embora ela não tivesse entrado na dieta para emagrecer, Janet perdeu 25 Kgs e explica o seguinte: “Isto não é uma dieta para emagrecimento e para ficar mais bonita, mas trata-se do templo do nosso corpo, trata-se de cura, trata-se de saúde. E quando se faz dessa maneira, o emagrecimento vem por acréscimo. O peso simplesmente vai embora.”
    O marido de Janet, Fred, não contesta isso. Sabe, é que ele já sofreu dois ataques de coração desde que Janet iniciou a Dieta Aleluia. Devido aos seus próprios problemas de saúde e porque ele gosta de carne e comida-lixo Fred decidiu tentar a Dieta Aleluia por 90 dias. Desde então, há quatro anos atrás, nunca mais voltou à sua alimentação anterior. Tal como Janet, Fred também perdeu 25 Kgs e deixou de tomar remédios para o coração “com a aprovação do seu médico”.
    Como Janet diz: “é principalmente por ignorância e preguiça que criamos a maior parte dos nossos problemas físicos.”
    Janet contou o seu testemunho numa recente reunião das Women Aglow. A sua mensagem era “Deus quer soldados saudáveis.” Na sua mensagem Janet conta que devemos ser saudáveis em espírito, mente e corpo.
    Uma das nossas mais ativas diáconas de saúde, Janet diz que encontra grande prazer, realização e satisfação pessoal em ajudar pessoas a resolver os seus problemas de saúde.
(Back to the Garden, revista Nº 16 – Inverno/Primavera de 1998)


9.  Pat Blasingame, Texas, EUA
Caro Dr. Malkmus: Uma senhora chamada Janet Pauley contou que vários anos atrás teve um cancro linfático incurável. Mas com uma alimentação de produtos crus acima de tudo e de Barleygreen recuperou a saúde... era como se Deus me estivesse dizendo: “Este é o Meu caminho, é a Minha verdade”. Várias semanas depois disso, o nosso filho mais novo nos entregou um livro que lhe foi dado por um colega. O nome do livro era “O Caminho de Deus para a Saúde Máxima” (God´s Way to Ultimate Health). Convenci a minha filha [que tinha sido diagnosticada com Linfoma Imunoblástico de Células Grandes – um linfoma muito agressivo de rápido crescimento] a mudar para uma alimentação acima de tudo de produtos crus e juntamente com ela nós também mudamos de alimentação.
    Nós tomávamos Barleygreen todos os dias mas ela não aguentava tomar “aquela coisa verde”. Os dois primeiros tratamentos de quimioterapia foram devastadores. A contagem dos glóbulos brancos caiu terrivelmente e certa vez ela teve que ser hospitalizada. Ela sofreu efeitos secundários que nem se falam e teve dores por todo o lado. Dentro de duas semanas notei que a minha fatiga crónica tinha desaparecido. Embora eu estivesse cuidando da casa e da família da minha filha e depois tinha que voltar e cuidar também da minha casa todos os dias, mesmo assim não estava nada cansada. Além disso a minhas dores no túnel cárpeo desapareceram, dor da artrite desapareceu, a psoríase na face foi embora, várias alergias a poeira de tapete desapareceram, e emagreci. O meu marido emagreceu, todos os sinais da artrite dele desapareceram, a sua pressão sanguínea baixou mais de vinte pontos, e todas as sinusites causadas por alergias desapareceram completamente. No mínimo ficamos espantados!
    Justamente antes de começar a sua terceira quimioterapia a minha filha e cunhado mudaram de médico. O novo médico aumentou a dosagem de quimioterapia em 38%. A dose era tão forte que eles acharam que todas as vezes que tomava teria que ser hospitalizada. As previsões eram muito sombrias, menos de 40% de chances de sobreviver. Com isto em mente, comecei a suplicar e a rogar à Kathy que tomasse o Barleygreen. Até pedi a Deus que mudasse as suas papilas gustativas. Finalmente ela concordou em tentar.  Ela iniciou a dosagem aumentada, e desta vez a contagem dos glóbulos brancos permaneceu elevada quase até o final do tratamento. Todas as vezes que ela entrava na clínica com a nova força que ela tinha adquirido eles nem queriam acreditar! Kathy terminou o seu último tratamento em Outubro de 1996.
    Na verdade ela deveria ter feito mais um tratamento, mas achou que o seu corpo já tinha sofrido o suficiente. O médico dela concordou! Em Novembro fizeram uma biópsia à medula e juntamente com as análises, não havia sinal de cancro! Nós louvamos a Deus e damos-Lhe toda a glória por ter sido fiel em nos guiar para a cura! Agora temos os nossos filhos e netos a tomar Barleygreen e isso tem-se tornado um modo de vida enquanto que as alergias são coisas do passado.
(Back to the Garden, revista Nº 16 – Inverno/Primavera de 1998)




29. Eric Cromwell, Ohio   (Aleluia  na  na   86kg)
O Dr. Eric Cromwell vive no Ohio e tem praticado estomatologia há 33 anos. A sua formação inclui um B.S. e um M.S. em farmacologia, assim como um D.D.S. em estomatologia. A sua razão para querer seguir o treino para ministro de saúde: “Ajudar os outros, nomeadamente aqueles com problemas de controle de peso e doenças causadas pela SAD [dieta americana padrão]. Eu estava mórbidamente obeso e ela [a dieta aleluia] foi um sucesso tremendo comigo. Até este momento perdi 86 quilos depois de não ter conseguido perder peso ao fazer os programs Weight Watchers e Optifast três vezes, uma vez o programa Topps e uma vez participei no Centro de Perda de Peso dos Médicos. Outros problemas físicos eliminados pela dieta incluem: artrite, trombose, infecções na pele, alergias, febre dos fenos, e há mais de 11 meses que não tenho que ir ao hospital.”
(Hallelujah Health Tip, edição #189, 5.07.01)



Estudos, etiologia


Palpitações
   causa: stress devido ao uso dos telemóveis - Pedro Jervell
  



Legenda
método:   aleluia = Dieta Aleluia (http://www.hacres.com/)
tempo que durou: sem = semanas
na = dados não disponíveis














©2017, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional